Polícia investiga assalto à casa de ministro

A Polícia Civil de Brasília ainda não conseguiu prender os três assaltantes que, na noite de sábado, entraram encapuzados na residência do ministro das Comunicações, Pimenta da Veiga. Armados com duas pistolas e um revólver, os criminosos renderam funcionários e a mulher do ministro, Ana Paula, e levaram R$ 1.500, uma TV de 14 polegadas, jóias e pedras preciosas. No momento do crime, o ministro e os dois filhos não estavam em casa. Em nota oficial, o Ministério das Comunicações informou que os assaltantes dominaram os moradores da residência por algumas horas, deixando-os, no final do assalto, trancados em um cômodo. "A ocorrência não resultou em nenhuma agressão física a membros da família do ministro", disse o comunicado.Desde domingo, uma equipe da 30ª Delegacia de Polícia Civil está na busca aos assaltantes na área rural do Distrito Federal e região do Entorno. O delegado Aílton Carlos da Silva poderá solicitar apoio da Polícia Civil de Goiás para prender os criminosos. O Comando de Operações Táticas (COT) da Polícia Federal está dando apoio às investigações.Pimenta da Veiga mora na Fazenda São Bento do Tesouro, na rodovia DF-140, a cerca de 40 quilômetros do Plano Piloto. "Os assaltantes não são especializados", afirma o delegado. A polícia suspeita que os criminosos sejam do Estado de Goiás. Na análise das autoridades, os assaltantes não sabiam quem era o dono da residência e chegaram a pé à fazenda. O carro pode ter sido estacionado a alguns metros da portaria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.