REPRODUÇÃO/FACEBOOK
REPRODUÇÃO/FACEBOOK

Polícia investiga assassinato de família no Rio Grande do Sul

Suspeita é de que jovem tenha matado o pai, o irmão e a cunhada e se matado em seguida na região metropolitana de Porto Alegre

Lucas Azevedo, Especial para O Estado

23 Novembro 2015 | 15h33

PORTO ALEGRE - A Polícia Civil do Rio Grande do Sul está investigando o motivo de quatro mortes dentro de um mesmo terreno na madrugada deste domingo, 22, em Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre.

Os policiais chegaram à residência, no bairro Viamópolis, onde encontraram os corpos de Luciano Assunção da Silva, de 34 anos; seu pai Sadí Lima da Silva, de 66; seu irmão, Vinicius Assunção da Silva, de 21; e sua cunhada, Apoena Machado, de 20. Todos estavam feridos a tiros. A principal suspeita é de triplo homicídio seguido de suicídio.

Vizinhos da família ligaram para a polícia após ouvirem barulho de tiros vindo da casa. No local, os agentes se depararam com os quatro corpos, em duas casas do mesmo terreno. Conforme a delegada Larissa Savegnago Fajardo, da Delegacia de Homicídios, tudo leva a crer que Luciano cometeu os assassinatos e se matou. A polícia tenta entender a motivação do crime.

Conforme relatos de vizinhos e familiares, Luciano teria problemas psicológicos e mantinha uma má relação com o pai. Foram encontrados ao lado do corpo de Luciano uma espingarda e um revólver. Sobre a mesa de uma das casas, bebidas alcoólicas e drogas.

Com base no que encontraram na cena do crime, os policiais praticamente já descartaram que uma quinta pessoa possa ter cometido os assassinatos. Uma das razões é o portão do terreno estar trancado. Os corpos e as armas estão sendo periciados, e o inquérito deve ficar pronto em menos de trinta dias.

 

Mais conteúdo sobre:
PORTO ALEGRE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.