Polícia investiga duas hipóteses para morte de Sabotage

A polícia está investigando duas suspeitas no inquérito que apura o assassinato do rapper MauroMateus dos Santos, de 30 anos, o Sabotage. A primeira é a de que o crime tenha sido uma vingança. A outra é que ele tenha relaçãocom um outro delito. Peça importante na investigação, a viúva do rapper, Maria Dalva da Rocha Viana, deve prestar depoimentonesta semana."Vamos ouvi-la no momento oportuno", afirmou odelegado Sérgio José da Silva, titular do 16º Distrito Policial, que preside o inquérito.Sabotage foi assassinado com quatro tiros, depois de deixar sua mulher no trabalho, às 5h30 do dia 24, próximo de sua casa, na zona sul de São Paulo. O rapper, que cresceu na Favelado Canão, zona sul de São Paulo, ficou famoso por sua atuação no filme O Invasor, dirigido por Beto Brant, no qual trabalhou com o titã Paulo Miklos. Ele também participou do filmeCarandiru, do diretor Hector Babenco.Por enquanto, a polícia não localizou nenhuma testemunha do crime. "Nós só descartamos, até agora, a hipótese de roubo, pois nada foi levado da vítima", afirmou o delegado. A viúva dorapper, que devia ter sido ouvida nesta segudna-feira, teve seu depoimento adiado porque ainda não estava em condições de falar sobre ocaso. A polícia não quis revelar detalhes do inquérito para "não atrapalhar as investigações".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.