Polícia investiga morte de americana

A polícia de Florianópolis tenta levantar pistas e descobrir quem assassinou a produtora cultural americana Deborah Gaylord Gentil, de 52 anos, encontrada morta na manhã de segunda-feira entre tubos de concreto, em Ribeirão da Ilha, no sul da capital. Na tarde de ontem, o Palio alugado pela vítima foi encontrado na Lagoa do Peri, a 5 km de onde o corpo estava. A descoberta reforça a hipótese de latrocínio - roubo seguido de morte. No carro havia sangue. Deborah, que morava havia 20 anos em São Paulo, fazia pesquisa na ilha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.