Polícia investiga mortes por pane elétrica em UTI

A Polícia de Mato Grosso abriu nesta segunda-feira inquérito para investigar as mortes de três pacientes ocorridas domingo, no Pronto-Socorro de Cuiabá, devido a uma pane elétrica na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto. O gerador, que deveria ter sido acionado automaticamente para manter os aparelhos funcionando, falhou. A direção do hospital também abriu sindicância para apurar as causas do acidente.De acordo com o superintendente metropolitano da Rede Cemat, empresa responsável pela distribuição de energia, Nivaldo Fernandes de Almeida, não houve corte programado e nem interrupção acidental de energia na manhã de domingo. "Quando ficamos sabendo do problema, uma equipe foi enviada ao hospital, mas foi verificado que o problema era interno e não compete à Cemat mexer no sistema do Pronto-Socorro", disse ele. A coordenadora administrativa do Pronto-Socorro, Iracema Paulino Alencar, informou que a pane elétrica ocorreu entre 10h40 e 12h. As vítimas fatais foram: Maria Auxiliadora do Espírito Santo, 42 anos, Valdemir Gonçalo, 30, e Claudinei Silva, 42.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.