Polícia já sabe o local onde fiscais foram assassinados

A Polícia Federal divulgou hoje o local onde foram assassinados os três fiscais e motorista do ministério do Trabalho mortos na última quarta-feira em Unaí (MG). Segundo o superintendente regional da Polícia Federal no Distrito Federal, Euclides Rodrigues da Silva Filho, o crime aconteceu 4 a 5 quilômetros de onde a caminhonete Ranger foi encontrada. Não existem ainda suspeitos, mas a polícia acredita que são três os assassinos. Serão ouvidos todos os que sofreram algum tipo de autuação do Ministério do Trabalho nos últimos dois anos naquela região.Pelo modo que os fiscais foram mortos, a Polícia Federal acredita que tenha sido uma execução, embora não descarte apossibilidade de assalto, segundo informa a Agência Brasil. Estão sendo preparados cinco laudos periciais que devem ser concluídos em uma semana. Já se sabeque as vítimas levaram tiros a queima roupa de um revolver calibre 38 e uma pistola 765. O motorista, que foi encontrado com vida, disse que eram dois os assassinos e que fugiram num Fiat Strada branco, com placa de Brasília.Para ler mais sobre o assassinato dos fiscais do trabalho em Minas: 29/1/2004, quinta-feira: Polícias montam plano para investigar morte dos fiscais Alencar e ministros chegam ao velório dos fiscais Governo quer ser avisado sobre ameaças a fiscais de trabalho 28/1/2004, quarta-feira: Assassinos seerão punidos, diz LulaPresidente em exercício divulga nota sobre assassinatos Ministério do Trabalho divulga nome de fiscais mortos Auditores fiscais são assassinados em Minas ao investigar trabalho escravo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.