Polícia já tem retrato falado de ladrão de quadros

A delegada Elisabete Sato, do distrito policial dos Jardins, que investiga o roubo de cinco quadros - quatro do artista Carybé e um de Bonadei - de A Galeria, no Jardim Paulista, disse nesta terça-feira que a polícia já tem o retrato falado de um dos assaltantes. Elisabete ouviu em depoimento o dono da galeria, Valdemar Szaniecki.O marchand declarou que estava viajando quando o roubo ocorreu. Explicou que os quadros Menina com Chapéu e Paisagem, de Bonadei, e O Navio e a Galinha Legorne, de Carybé, são de sua coleção particular. Os outros dois quadros fazem parte de um lote de cinco obras do mesmo artista. Três tinham sido arrematados no mês passado.A policial foi informada pelo marchand de que os compradores dos objetos de arte são obrigados a saber a procedência, a origem e conhecer a pessoa que está vendendo. Quem comprar as obras poderá ser indiciado por crime de receptação, segundo a delegada.O marchand informou ainda que esse foi o primeiro roubo em 36 anos da galeria. Além dele, a delegada ouviu uma cliente que estava na loja quando o assalto foi praticado por três homens jovens e bem-vestidos, na semana passada.Nesta quarta-feira, a polícia vai ouvir a funcionária Nalva Gomes. A gerente da loja, Rosângela Rodrigues dos Santos, que está viajando, só prestará declarações na próxima semana.O retrato falado de um dos assaltantes foi feito com base nas informações de uma funcionária da galeria. A delegada está esperando outros depoimentos para preparar os desenhos dos demais membros do bando, além de complementar o retrato falado que já está pronto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.