Polícia já tem suspeito da morte de menina em Maresias

A polícia civil de São Sebastião, cidade no litoral norte de São Paulo, já tem pistas do principal suspeito de matar a menor T.F.M, de 12 anos. O corpo da adolescente foi encontrado na noite do último sábado, pela família, num terreno próximo da casa onde a vítima morava, em Maresias, município de São Sebastião.A menor foi enterrada nua, com pedras empilhadas que cobriam seu corpo, com o rosto e os seios de fora. Um auxiliar do IML, que ajudou a retirar o cadáver, disse que uma equipe de onze homens, entre policiais civis e bombeiros, levou quatro horas para retirar as pedras de cima do corpo."Quem fez este serviço, fez bem feito", disse o policial que preferiu não se identificar. Ele disse que o corpo já estava em decomposição e não foi possível saber a causa da morte naquele momento. "O laudo deve sair ainda nesta semana", afirmou.Segundo a mãe da vítima, a dona-de-casa Isaura Ferreira Vaz, a adolescente sumiu de casa na última quinta-feira à tarde. Ela chegou a avisar a Polícia Militar, na base comunitária da PM de Boiçucanga, que atende o bairro de Maresias.Em seu depoimento à polícia civil, Isaura disse que resolveu procurar a filha porque estava desesperada. Disse ainda que a adolescente não tinha namorado, nem envolvimento com o tráfico de drogas. O corpo de T.F.M foi encontrado às 19h do sábado, mas retirado das pedras somente na madrugada deste domingo e liberado pelo IML na tarde do mesmo dia.Segundo a polícia civil, a menina foi enterrada nesta segunda-feira de manhã no cemitério municipal de São Sebastião. O delegado Odair Bruzzos pediu à Justiça a prisão preventiva do principal suspeito. "Ainda não podemos revelar quem é o principal suspeito, que deverá ser preso nas próximas horas", disse Bruzzos.

Agencia Estado,

08 de abril de 2002 | 21h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.