Polícia liberta crianças que viviam entre ratos

Duas crianças, que há quatro anos eram impedidas de sair de casa e viviam num quarto infestado de ratos e baratas, foram resgatadas por assistentes sociais do Conselho Tutelar e homens da Polícia Militar, no bairro da Terra Firme, em Belém.A menina A.L., de 6 anos, e o garoto A.L.S., de 5, não tinham nem sequer registro de nascimento e nunca freqüentaram a escola. Desnutridas e pálidas, as crianças foram levadas a um abrigo público. Elas viviam com o avô e um tio.Segundo denúncias, eram espancadas. Vizinhos fizeram um abaixo-assinado pedindo a ação do conselho.

Agencia Estado,

26 de novembro de 2002 | 23h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.