Polícia liberta família seqüestrada

A polícia libertou ontem à noite o advogado Carlos Toschi Neto, 51, sua esposa, Márcia de Brito Calzado Toschi, 39, e a filha do casal, de apenas 2 anos. A família foi dominada na manhã de ontem por três bandidos, quando saíam de casa, no Campo Belo, zona sul de São Paulo. A família foi levada a uma casa no Jardim Represa, em São Bernardo do Campo, ABC paulista. Segundo a polícia, os bandidos bateram em Carlos Toschi durante toda a manhã e à tarde liberaram o advogado para que ele voltasse com R$ 150 mil, valor que a vítima teria que conseguir vendendo o próprio veículo. Carlos procurou a Delegacia anti-seqüestro, que acionou o Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) e, depois, a Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota). A Rota chegou ao cativeiro por volta das 21h e trocaram tiros com os bandidos. Dois deles, Luís Fernando Barrocal, 24, e Cleiton Ferreira dos Santos, 20, foram baleados e morreram quando eram socorridos no pronto-socorro central de Diadema. O terceiro seqüestrador conseguiu escapar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.