AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Polícia liberta garoto seqüestrado em abril

A polícia estourou na noite de ontem (20) um cativeiro na Favela Jardim de Abril, na divisa entre São Paulo e Osasco, e libertou o menino T.E.I., de 14 anos. Filho de um empresário do ramo de luminárias, ele havia sido seqüestrado por quatro homens no dia 8 de abril, no Campo Belo, zona sul de São Paulo.T.E.I. estava em um carro com a mãe e o irmão, de 16 anos, que também chegou a ser levado. O segundo menino, porém, foi solto 20 dias depois, para facilitar a negociação do resgate.Os policiais chegaram ao bando após receber uma denúncia contra Sandra Maria da Silva e Geraldo José da Cruz, do Jardim de Abril. Cruz foi detido por porte ilegal de arma.Uma segunda ligação, à tarde, indicou o cativeiro e comprovou a ligação do casal com o crime. Os dois eram encarregados de tomar conta do menino, que foi encontrado amarrado à cama e amordaçado em um barraco da Avenida Engenheiro Queiróz Teles. A polícia está à procura dos outros membros do bando.No local, foram apreendidos um fuzil, um colete à prova de balas, um revólver e munição. Até as 22h40 o menino e seus pais ainda estavam prestando depoimentos no 75º Distrito Policial, no Jardim Arpoador, ao delegado Archimedes Cassão Veras.Logo após a libertação da vítima, policiais militares e da Divisão Anti-Seqüestro (DAS) esperavam prender os seqüestradores que negociavam o resgate com a família. De acordo com a polícia, os bandidos ainda fizeram um contato após a vítima ter sido libertada. Até a noite de hoje, a polícia não tinha prendido mais nenhum bandido envolvido no caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.