Polícia liberta mulher de deputado seqüestrada em SP

A informação sobre um Fiat Uno preto que dava cobertura aos seqüestradores, fornecida por uma testemunha, permitiu à Polícia Civil libertar do cativeiro a jornalista Marizete Bezerra da Silva, de 46 anos, mulher do deputado estadual Gilberto Marçon (PL), na tarde desta terça-feira.Ela fora seqüestrada por dois homens pouco depois do meio-dia no bairro Assunção, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, e levada para o barraco na Rua Sílvio, Favela do Jardim Laura, na mesma cidade.Quatro horas após o seqüestro, os policiais chefiados pelo delegado Marco Antônio Novaes de Paula Santos, da seccional de São Bernardo, encontraram o Fiat na entrada da favela. Eles descobriram que o carro pertencia à irmã de um dos seqüestradores e localizaram o barraco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.