Polícia liberta reféns e prende suspeitos em São Paulo

A Polícia Militar libertou duas pessoas que estavam sendo mantidas reféns por assaltantes numa favela da zona leste de São Paulo e prendeu dois suspeitos, no final da noite de segunda-feira, 29.Segundo a PM, os reféns foram localizados depois que uma Blazer, ocupada por um dos suspeitos, bateu com um carro da corporação, que trafegava por uma avenida na região do Itaim Paulista. O motorista tentou fugir, mas acabou detido depois de colidir com outro carro, um Vectra. O assaltante ainda tentou fugir a pé, mas foi detido pelos policiais.Durante a abordagem, ele confessou, de acordo com a polícia, que um outro homem mantinha as vítimas do roubo em uma favela. Os dois reféns foram libertados sem ferimentos. Uma arma foi apreendida com o homem que cuidava do cativeiro.Casas invadidasA PM prendeu, na manhã desta terça-feira, dois criminosos que invadiram uma residência localizada no bairro de Indianópolis, zona sul de São Paulo, e fizeram sua proprietária refém. Os criminosos haviam rendido a mulher e entrado na casa, por volta das 9h30.Quando chegaram ao local, os policiais militares foram recebidos com disparos de arma de fogo pelos criminosos e, no revide, um dos bandidos acabou ferido. O outro tentou fugir pelo telhado da casa, mas caiu no chão da residência vizinha e foi detido pelos policiais.Eles foram encaminhados aos Pronto Socorros de São Paulo e Sabóia, onde receberam os cuidados médicos. Com os criminosos foram encontrados dois revólveres calibres 38 e munições.Ainda nesta terça a PM prendeu, por volta das 6h30, três homens que praticavam roubo a uma residência no Jardim Brasil, na zona norte da capital paulista.Um dos assaltantes foi preso enquanto fugia pelos fundos da casa, os outros dois criminosos foram presos no interior da residência, onde mantinham uma família de cinco pessoas como reféns, que foram libertadas sem ferimentos.Com os criminosos foram apreendidas duas armas de fogo, sendo um revólver calibre 38 e uma pistola calibre 45.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.