Polícia localiza cativeiro e liberta psicóloga em SP

Por meio de uma denúncia anônima, às 20h30 de ontem, policiais militares da 4ª Companhia do 29º Batalhão localizaram um cativeiro e soltaram a psicóloga Ana Maria Antonia Abreu Costa, de 59 anos, que estava refém de uma quadrilha desde terça-feira passada pela manhã, quando seu escritório, no Sumaré, zona oeste da capital paulista, foi invadido por dois homens armados. Na ocasião, os bandidos colocaram a psicológa em uma caixa de geladeira e transportaram a vítima em uma caminhonete. "O resgate da psicóloga já havia sido acertado para ser pago no início desta semana. Apesar de muito abalada, a vítima passa bem", disse o tenente Paulo Ricardo, que comandou o estouro do cativeiro. Ana Maria foi encontrada numa casa abandonada, na rua Inocêncio Preto Moreira, nº 3, no Itaim Paulista, zona leste da cidade de São Paulo. Segundo o que a vítima disse aos policiais, momentos antes de a polícia chegar ao cativeiro, eram dois os homens que tomavam conta dela. A pessoa que ligou para o 190 da PM disse que ocorria uma briga dentro da casa. Os policiais, ao chegar no local, foram informados que, na verdade, a casa estava sendo utilizada com cativeiro. Até o momento nenhum bandido foi detido. O caso foi registrado na Divisão Anto-Sequestro (DAS).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.