Polícia londrina lançará apelo por miss desaparecida

A polícia londrina lançará nesta quarta-feira, 31, um apelo público por informações sobre a ex-miss Brasil Taíza Thomsen que teria sido localizada pela última vez enquanto estava na cidade. "O apelo é uma resposta ao pedido feito pelas autoridades brasileiras", disse a assessoria de imprensa da polícia."Com ele, vamos tentar estabelecer se ela esteve mesmo ou não no país." Relatos do suposto desaparecimento da modelo catarinense apareceram nos jornais britânicos e brasileiros nos últimos dias.TeoriasUm deles, o The London Paper, distribuído gratuitamente, dizia na edição da tarde de segunda-feira que a polícia londrina havia circulado cerca de 30 mil fotografias de Taíza entre os policiais, na esperança de que algum pudesse a reconhecer. "Isso não aconteceu" disse a assessoria da polícia.Na semana passada, os pais da modelo disseram que não mantêm contato com ela desde o início de setembro. Nesta última ligação telefônica, Taíza teria dito a eles que estaria na Grã-Bretanha. Especulações da mídia cogitam uma série de possibilidades para o desaparecimento de Taíza, desde o casamento com um estrangeiro até que ela tenha sido vítima de uma rede de tráfico de pessoas.Levanta-se ainda possibilidade de que a modelo esteja na Bélgica. Taíza Thomsen conquistou o título de Miss Brasil em 2002 após a vencedora daquele ano, Josiane Oliveira, ter admitido que era casada, o que era proibido pelas regras da competição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.