Polícia mata homem que ameaçava ex-mulher no Rio

Márcio Galindo Luna, de 38 anos, foi morto pela Polícia Militar noRio, depois de ter feito sua ex-mulher, Cláudia Regina dos Santos Roma, de refém. Segundo o sargento Paulo Alves Barbosa, do 6º Batalhão de Polícia Militar, Márcio portava um rifle e uma pistola e disparou contra os policiais no morro do Chacrinha, Zona Norte do Rio.A polícia foi chamada pela família de Cláudia, preocupada com o nervosismo de Márcio. Segundo a polícia, o ex-marido já havia feito diversas ameaças à ex-esposa, que recusava a reatar o casamento.Cláudio foi atingido na região abdominal e levado para o Hospital do Andaraí, mas não resistiu e morreu. Em seu bolso, foram encontradas mais 34 balas para o rifle e a pistola.?Ele estava disposto a concluir tudo aquilo que vinha ameaçando?, disse o sargento, que contou ainda que o rifle tinha uma mira com luneta, preparado para tiros de longa distância. Nenhum policial ficou ferido na troca de tiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.