Polícia Militar assume presídios em Alagoas

A Polícia Militar de Alagoas vai comandar a guarda de todas as unidades prisionais que fazem parte do sistema penitenciário do Estado. A decisão foi anunciada na manhã desta segunda-feira, dia 1º, após a fuga de 10 presos do presídio Cyridião Durval, durante a madrugada, em Maceió. O comunicado foi feito pelo coronel Ronaldo dos Santos, secretário de Defesa Social. Segundo ele, o coronel Ivon Berto será o novo comandante do Batalhão de Guarda. Ele confirmou que a fuga no presídio provocou a intervenção da polícia militar no sistema prisional de Alagoas. A decisão foi tomada na reunião da cúpula da Secretaria Coordenadora de Justiça e Defesa Social. SegurançaA partir de hoje, 15 oficiais vão se revezar na coordenação do Batalhão de Guarda para monitorar a segurança de todos os presídios do Estado. "Não podemos permitir que o sistema entre em crise. Essa medida precisava ser adotada e vai continuar por tempo indeterminado", garantiu o secretário.A militarização vai funcionar 24 horas. Todos os dias um oficial ficará responsável pela entrada e saída de visitas, contagem de presos no momento de recolhê-los às celas e fiscalização do trabalho dos agentes penitenciários.O secretário também garantiu que será aberta uma sindicância para apurar se houve facilitação na fuga dos presos. Policiais da radiopatrulha, do Bope e do Tigre continuam em diligências para localizar os fugitivos nos conjuntos Gama Lins, Denisson Menezes, Inocoop, Eustáquio Gomes e Benedito Bentes - todos na periferia de Maceió.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.