Polícia Militar é alvo de mais dois ataques

Entre a madrugada e a manhã de hoje ocorreram dois ataques contra a Polícia Militar, que deixaram um soldado morto e dois feridos, na cidade de São Paulo. Já são três atentados em 24 horas. Por volta de 0h15, quatro homens em duas motos atiraram contra o posto da 6ª Companhia do 16º Batalhão,no Morumbi, zona sul. Um dos tiros atingiu o soldado J. Flávio na altura do peito, mas ele foi salvo pelo colete à prova de balas. Ele também foi atingido por estilhaços de vidro e levado ao Hospital Albert Einstein. Às 7 horas, dois veículos da PM foram atacados a tiros no Viaduto Curuçá, na Vila Maria, na zona norte. Um dos policiais morreu no local e o outro foi socorrido e encaminhado ao pronto-socorro Vereador José Storópoli, na Vila Maria. Após o primeiro ataque, a PM já havia colocado seus homens e bases em alerta. A polícia apura se esses ataques são uma reação da facção Primeiro Comando da Capital (PCC) em retaliação ao resgate frustrado em Presidente Bernardes de integrantes da facção, na madrugada de segunda-feira.Ontem, ocupantes de um Fiat Palio Weekend, armados com metralhadora, atiraram contra a base da PM na Avenida Braz Leme. Um dos dois soldados que estavam no local ficou ferido.Em entrevista à Rádio Eldorado, o governador Geraldo Alckmin disse que tratará com rigor das organizações criminosas de São Paulo. Ouça aqui.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.