Polícia Militar invade favela na zona norte do Rio de Janeiro

Policiais militares do Batalhão da Maré fizeram neste sábado uma operação no Morro do Adeus, em Ramos (zona norte do Rio), para manter a segurança dos moradores. O clima ficou tenso na favela depois que o traficante Leandro de Jesus Aparecida Sabino, conhecido como DJ, foi morto numa troca de tiros com a polícia na noite de sexta-feira. O comércio fechou as portas e, no início da manhã de hoje, traficantes atacaram uma vila residencial próximo ao morro. Alguns moradores tentaram interditar uma pista da Avenida Brasil, mas foram impedidos pela polícia.Leandro, de 22 anos, segundo informou o secretário de Segurança Pública, Anthony Garotinho, no programa de rádio semanal da governadora Rosinha Matheus, era o chefe do tráfico de drogas no Morro do Adeus. O comparsa dele, Cláudio Roberto Salles, de 30 anos, também morreu no tiroteio. O soldado PM Alves foi baleado no pé e atendido no Hospital da Polícia Militar. Com Leandro, a polícia disse ter encontrado documentos falsos, quatro pistolas, maconha e haxixe. O bandido já havia sido preso, mas colecionava fugas. Ele foi resgatado por comparsas armados do Hospital Miguel Couto, no Leblon (zona sul) onde recebia atendimento. Há poucos meses fugiu pela porta da frente da carceragem da Polinter por causa de um erro administrativo da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.