Polícia mineira se previne contra tentativa de resgate

Uma possível tentativa de resgate de presos paulistas de delegacias de Belo Horizonte, por parte de membros da organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), mobilizou nesta sexta-feira a Polícia Civil da capital mineira.Segundo o delegado de plantão do Departamento de Investigações (DI), Leonardo Vieira Dias, policiais mineiros foram informados do suposto plano montado pela organização que comanda os presídios de São Paulo.Dias não disse como a polícia mineira obteve a informação.Diante da possibilidade, o delegado destacou um efetivo de 40 policiais civis, fortemente armados, para proteger três das principais delegacias da cidade: o DI e a Delegacia de Furtos e Roubos, na região centro-sul, e a Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes, na região oeste da Capital.Os policiais chegaram a isolar os quarteirões próximos às delegacias. De acordo com Dias, um dos alvos da possível ação do PCC seria o assaltante de bancos conhecido como "Bozó", que se encontra preso na Furtos e Roubos."Tomamos essa medida como precaução, devido ao que a gente tem visto acontecer em São Paulo. Caso ocorra mesmo, vai ser difícil eles obterem êxito na tentativa de resgate", afirmou o delegado, que vai manter a mobilização durante todo o final de semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.