Polícia na caça de acusado matar menina de 4 anos

A Polícia Civil de Taboão da Serra, na Grande São Paulo, está na caça de um açougueiro, de 30 anos, cujo nome está sendo preservado, acusado de violentar e matar uma criança numa área invadida pela Movimento dos Sem Terra (MST), naquela cidade. Thauane Oliveira Padilha, de 4 anos, foi encontrada, à 1h30 da madrugada de segunda-feira, na casa do suspeito, no Jardim Record, próximo à Avenida Cid Nelson Jordano, periferia de Taboão. Segundo a Polícia, a menina foi morta com uma facada no peito, foi estuprada e teve o corpo envolto em dois sacos plásticos e colocado dentro de um balde. O crime teria ocorrido por volta das 20h de domingo, horário em que a menina brincava com algumas colegas na área invadida, onde vítima e criminoso moram. "Ela brincava com algumas coleguinhas e teria sido levada para esta casa. O tio da menina foi quem encontrou a criança e ligou para a Polícia Militar. O suspeito está foragido e, como não foi preso em flagrante, preferimos não passar ainda sua identidade", disse o delegado Fabiano Rueda Amorim. Os pais de Thauane já compareceram à delegacia e prestaram algumas informações ao delegado, o que levou a polícia a acreditar que seja realmente o açougueiro o autor do crime.

Agencia Estado,

19 Fevereiro 2007 | 12h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.