Polícia ocupa comunidade no Rio em preparação à chegada da FSN

Secretaria de Assistência Social quer instalar postos de atendimento a usuários de crack na região do Morro Santo Amaro, o principal distribuidor da droga na zona sul da cidade

estadão.com.br,

18 de maio de 2012 | 08h32

SÃO PAULO - Dezenas de policiais civis e militares tomaram, na  madrugada desta sexta-feira, 18, os principais acessos ao Morro Santo Amaro, no bairro do Catete, na zona sul do Rio.

 

A operação visa preparar a chegada, prevista para as 11 horas, de 150 homens da Força Nacional de Segurança Pública acionados dentro do Programa de Enfrentamento ao Crack, do governo federal, com o objetivo de ocupar a comunidade.

 

Após a tomada por completo do morro, será possível a Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) instalar na comunidade postos de atendimento a usuários de crack que se espalham pelas ruas da região. Serão 200 assistentes sociais, psicólogos e educadores.

 

O Morro Santo Amaro é uma das 11 "cracolândias" existentes na cidade segundo a SMAS e hoje representa o principal ponto de distribuição da droga na zona sul do Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.