Polícia ouve testemunha de morte em Campos do Jordão

A polícia civil de Campos do Jordão ouviu nesta terça-feira o funcionário do estacionamento Center Park, de Campos do Jordão, testemunha principal do assalto na madrugada de segunda-feira, que causou a morte de uma pessoa. Francisco Martins Neto, de 40 anos, contou que os assaltantes agiram sem capuz, e descreveu um dos ladrões. Com a descrição do acusado e pistas deixadas pelos bandidos, a polícia prendeu alguns suspeitos, que foram liberados após depoimento. No assalto, os bandidos mataram o cunhado do gerente do estacionamento, Luiz Francisco Imperiano, de 54 anos. A princípio, a informação era de que Imperiano era gerente do estacionamento, mas segundo esclarecimento da empresa Center Park, ele estava apenas acompanhando o gerente. O estacionamento Center Park está localizado ao lado do shopping Market Center, na praça do Capivari, região central de Campos do Jordão.As vítimas saíram do estacionamento por volta da uma hora da manhã e, ao chegarem na casa onde estavam hospedados, foram abordados por dois homens. Segundo a polícia, eles foram seguidos pelos ladrões até a casa, no Jardim Embaixador. Por este motivo, o delegado Fernando Patto Xavier acredita que os ladrões sejam de Campos do Jordão. "Para saber a rotina dos funcionários, os bandidos estavam na cidade há algum tempo e, se não moram aqui, devem ter ligação com alguém da cidade".Na fuga, os ladrões levaram o malote com cerca de R$ 17 mil e o carro do gerente, um Fiat Pálio. O valor do roubo não foi confirmado pela empresa Center Park. Algumas horas depois, o veículo foi localizado no mesmo bairro onde ocorreu o crime.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.