Polícia prende 12 traficantes ligados ao PCC em São José do Rio Preto

A Polícia Civil de São José do Rio Preto, a 451 quilômetros de São Paulo, identificou nesta quinta-feira 12 pessoas de uma quadrilha de tráfico de drogas que era comandada por integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) de dentro de penitenciárias do interior do Estado. Das 12 pessoas, 8 delas estavam presas e 4 foram detidas na manhã de quinta-feira.De acordo com a polícia, nos últimos meses, a quadrilha teria comercializado mais de 1,5 tonelada de maconha. O bando era liderado por Carlos Roberto Souza, o Beto, que estava em liberdade; Rômulo Silva Costa, o Baixinho ou Lili, preso na Penitenciária de Junqueirópolis, e Valter Benedito de Oliveira, o Pequeno, detido na Penitenciária de Assis. Foi nessas duas penitenciárias que agentes da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) encontraram livros com a contabilidade do PCC e uma rede de telefones e nomes dos chefões da facção.Segundo o delegado Donizete Curti, da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Rio Preto, Souza é acusado de ter coordenador ataques do PCC em maio. Durante os ataques, um agente penitenciário que trabalhava no Instituto Penal Agrícola (IPA) foi assassinado a tiros.A quadrilha começou a ser descoberta depois que a polícia apreendeu 820 kg de maconha, em 28 de maio, na cidade Presidente Prudente. Na ocasião, foram presos Edson Pierre Domingues e Luciana Cássia Valério, além de Valter Oliveira e Rômulo Costa. Edson transportava e Luciana fiscalizava o "serviço" a mando do PCC.De acordo com o delegado, as investigações concluíram que a droga, que vinha do Paraguai, seria entregue em São José do Rio Preto e de lá seria levada para outras regiões do Estado. A distribuição ficaria a cargo de outras três pessoas presas nesta quinta-feira: Juliano Martins Souza, preso na cidade de Nova Granada; Sílvio Santos Mathias, detido em Astorga (PR), e Jéferson de Jesus Copolli, em São José do Rio Preto.Também foram formalmente acusados de pertencer à quadrilha,Elder Santos Ferreira, preso em Presidente Bernardes; Eduardo Rodrigues Filho, detido no CDP de Rio Preto, Rogério Rache, detido em Mirandópolis e Elizandra Nogueira, presa na penitenciária de Sant´Ana, na capital

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.