Polícia prende 14 suspeitos por roubos a ônibus no Paraná

Só este ano a quadrilha já realizou 21 roubos a ônibus em todo o Estado

estadão.com.br,

09 Novembro 2011 | 14h29

SÃO PAULO - Catorze pessoas suspeitas de envolvimento em roubos a ônibus no Paraná foram presas nesta quarta-feira, 9, durante operação de agentes da 9ª Subdivisão Policial de Maringá e da Polícia Rodoviária Estadual. Outros dois suspeitos continuam sendo procurados pela polícia. Só este ano a quadrilha já realizou 21 roubos a ônibus em todo o Paraná.

Também foram expedidos 23 mandados de busca e entre os objetos apreendidos estão armas, celulares de vítimas e dos suspeitos, dólares e veículos. Os detidos permanecem na carceragem provisória da 9ª SDP, e serão encaminhados para a delegacia de Colorado, norte do Paraná.

Durante a operação, foram presos em Sarandi Taylo Vacaro da Silva, de 19 anos; Willian Natal Dias, 21; Cleusa Aparecida Marra, 45; Adriano Correa Nunes, 25; Nicodemos Galvão de Lima Ferreira, 29; Agnaldo Rodrigues Hilário, 25; Lucas dos Anjos Mota, 29; e Carlos Aparecido Sanseverinato, 22. Em Guaíra, foi preso Eder Turman da Silva, 29 anos.

Foram presos em flagrante Marcio Rodrigues de Maia, 28 anos, Daniele Aparecida Ferreira de Souza, 24 anos, Sandra Claudete da Silva, 31; e Carlos Roberto de Souza, este sem idade divulgada.

Segundo informações do delegado titular da 9ª SDP, Osnildo Carneiro Lemes, Fabio Junior Fernandes Silveira, 19, e Cleverson Aparecido da Silva, 22, conhecido como "Pombo", foram presos na semana passada em Maringá. Outro integrante da quadrilha, Alex Godinho de Souza, foi encontrado morto com dez tiros na mesma cidade, na segunda-feira, 7.

A operação "Piratas do Asfalto" ocorreu nas cidades de Sarandi e Maringá, noroeste do Estado, e Guaíra, na região oeste. O trabalho começou com 15 mandados de prisão e apreensão e contou com a colaboração do Grupo Aéreo (Graer).

Mais conteúdo sobre:
roubo: ônibus: paraná

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.