Polícia prende 2 mulheres que mataram o empresário no Rio

O chefe da Polícial Civil, delegadoÁlvaro Lins, revelou hoje (20) que as duas mulheres responsáveispelo assassinato do empresário Concheto Nazarela, de 62 anos,após uma tentativa de assalto em um prédio da Lagoa, na zona sul foram presas no Espírito Santo. Edilaine Aparecida Gasparetto e Lúcia Regina FerreiraCosta estavam foragidas e foram encontradas por duas equipes depoliciais da 15º Delegacia Policial na cidade de Vila Velha, nalocalidade conhecida como Ponta Fruta. "Elas tinham conseguidofugir. Temos informações de que ambas também cometeram diversoscrimes no Espírito Santo", afirmou Álvaro Lins. Segundo ele, as duas criminosas serão trazidas para acidade nos próximos dias, onde ficarão presas. Ambas devem serenquadradas no crime de latrocínio (roubo seguido de morte). Em fevereiro, as duas mulheres entraram armadas noprédio 118 da rua Tabatinguera, onde mora a atriz CláudiaJimenez. Elas tentaram assaltar a cobertura do empresárioConcheto Nazarela, mas não conseguiram arrombar a porta. Ele,então, perseguiu as duas criminosas com uma faca de cozinha. Naportaria, Nazarela levou dois tiros e morreu na hora. O porteiroJosé Necildo Cabral da Silva, de 45 anos, que chegava ao localnaquele momento, acabou ferido pelas assaltantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.