Tasso Marcelo/AE
Tasso Marcelo/AE

Polícia prende 28 por fraude contra o Detran no Rio

Criminosos cobravam de R$ 800 a R$ 2 mil para aprovarem os candidatos no exame de habilitação

Solange Spigliatti, do estadão.com.br,

21 Outubro 2011 | 09h18

SÃO PAULO - Ao menos 28 pessoas foram detidas nesta manhã por fraudes contra o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) do Rio. Elas são acusadas de fraudar exames para a obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A ação acontece em todo o estado do Rio de Janeiro e tem como objetivo cumprir 42 mandados de prisão e 64 de busca e apreensão.

Segundo a Polícia, a Operação Contramão é realizada em conjunto com a Polícia civil, o Ministério Público e a Corregedoria Geral Unificada (CGU). Os criminosos cobravam de R$ 800 a R$ 2 mil para aprovarem os candidatos no exame de habilitação. Em média, 200 pessoas por mês se beneficiavam dos serviços dos fraudadores.

Foram apreendidos vários documentos e material para análise posterior, como CPUs, telefones celulares, anotações e cheques, além de R$ 145 mil em espécie. As pessoas sendo identificadas perderão suas carteiras e responderão criminalmente.

As investigações começaram em 2009, a partir de irregularidades constatadas pela Corregedoria do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), que passou as informações à Delegacia de Defraudações (DDEF). Participam da operação 200 policiais civis de 48 delegacias, além de 52 agentes da corregedoria do Detran e 75 agentes do Ministério Público.

Mais conteúdo sobre:
cnh prisão rio polícia habilitação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.