Polícia prende 31 por não pagar pensão alimentícia

Trinta e um homens, de diversas classes sociais, foram presos na manhã de domingo (21), por falta de pagamento de pensão alimentícia, em Araçatuba, 535 quilômetros de São Paulo. Oitenta agentes da Polícia Civil e da Guarda Municipal participaram da operação, desencadeada pela Delegacia de Defesa da Mulher.O objetivo era cumprir mandados de prisão contra 118 pessoas que há mais de três meses não pagam pensão para filhos e dependentes. Os valores variam de R$ 300,00 a R$ 12 mil.Dos 31 encontrados, quatro deles conseguiram a liberdade depois de apresentar à Justiça os recibos de pagamento. Os outros 27, foram encaminhados para a Cadeia Pública de General Salgado, cidade próxima. Segundo a delegada da Mulher Ana Lúcia Marques, nesta semana a Polícia Civil deverá cumprir mandados contra os 87 devedores que não foram encontrados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.