Polícia prende 4 acusados de estupro coletivo em Alagoas

Homens teriam dopado adolescente de 17 anos em uma festa; imagens do crime foram divulgadas no WhatsApp

Carlos Nealdo, Especial para O Estado

20 Julho 2016 | 19h00

MACEIÓ - A Polícia Civil de Alagoas prendeu nesta quarta-feira, 20, quatro homens acusados de participar de um estupro coletivo. Eles teriam divulgado imagens do crime por meio do WhatsApp. A vítima seria uma adolescente de 17 anos. O crime aconteceu no dia 26 de junho, em Penedo, município distante 166 km de Maceió.

O delegado Guilherme Martin Lusten, responsável pela investigação do caso, afirmou que foi por meio das imagens difundidas pelo aplicativo que o inquérito do crime foi aberto. De acordo com as investigações da polícia, os quatro acusados teriam dopado a adolescente durante uma festa feita na casa de um dos suspeitos.

Da festa teriam participado três jovens e os quatro acusados: Klebson Campos, de 36 anos, Gilberto Nunes de Oliveira, de 29, Isack Barbosa Ribeiro, de 36, e Ricardo Diego Pereira Santos, de 29.

De acordo com a polícia, em seu depoimento, a jovem confirmou que foi dopada pelos acusados. Depois da violência, os homens teriam postado um vídeo com imagens do estupro em diversos grupos do aplicativo.

“Ela só resolveu procurar a polícia para denunciar o crime dias depois porque começaram a divulgar o vídeo pelo WhatsApp”, afirmou o delegado. “As imagens são chocantes.”

Os acusados foram levados para Maceió, onde foram ouvidos. Eles negaram o estupro – um deles disse que havia ido embora com as duas outras jovens enquanto a vítima ficou na casa.

 

 

Mais conteúdo sobre:
MACEIÓ Penedo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.