Polícia prende 4 envolvidos em seqüestro no Vale do Paraíba

Quatro pessoas envolvidas no seqüestro da empresária Carla Facci Ciscato, de Taubaté, foram presas nesta quarta-feira, 16, por policiais da Delegacia anti-seqüestro do Vale do Paraíba. Os seqüestradores foram capturados no centro de São José dos Campos, cidade vizinha de Taubaté.Libertada na última sexta-feira, em São Paulo, a empresária ficou 34 dias em cativeiro e a família acabou pagando resgate, cujo valor não foi divulgado. Desde que a empresária foi seqüestrada a polícia começou as investigações e por meio do serviço de inteligência conseguiu detectar que o grupo se encontraria em São José dos Campos, para realizar mais um seqüestro na região.Jaqueline Alves dos Santos, 35 anos e Marcelo Olímpio dos Santos, 27 anos confessaram a participação no seqüestro de Carla. Marlon Fernandes da Silva, de 33 anos e Adriano Silva, 31,também são investigados. "Sabemos da participação de Marlon, mas o Adriano ainda está sendo investigado", afirmou o delegado responsável pelo caso, Leon Nascimento Ribeiro. Presos em nova açãoA prisão foi feita quando os quatro chegavam de Caraguatatuba, no Litoral Norte, onde moram, para realizar mais um seqüestro. "Eles tinham todo plano anotado, menos o nome da vitima e endereço. Estavam com tudo planejado, desde o início dos contatos, até o pedido inicial de resgate, que seria de dois milhões de reais", informou Ribeiro. Com a quadrilha foi encontrada uma pistola 9 mm e uma quantia em dinheiro. A seqüestradora foi levada para a cadeia pública de Caçapava e os três bandidos para o CDP (Centro de Detenção Provisória) de São José dos Campos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.