Polícia prende 6 supostos milicianos em operação no Rio

Polícia Civil busca 14 pessoas acusadas de integrar uma milícia que atua na Baixada Fluminense

Solange Spigliatti, Central de Notícias,

27 Agosto 2009 | 09h58

Seis supostos integrantes de milícia que atua na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, foram presos nesta quinta-feira, 27, durante operação da Polícia Civil. Entre os detidos está o policial militar Juraci Alves Prudêncio, conhecido como "Jura". Ele estava afastado da corporação, e, de acordo com as investigações, comandava o grupo armado na região.

Na operação deflagrada em Nova Iguaçu, Queimados e São João do Meriti, os policiais cumprem 14 mandados de prisão e 16 de busca e apreensão. Cerca de 70 agentes da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), com apoio da 58º DP e da Corregedoria da Polícia Militar (PM), desencadearam a operação para desarticular a milícia que atua na Baixada.

 

Extermínio

 

Na quarta, dois homens foram detidos suspeitos de integrar um grupo de extermínio. Segundo a Polícia Civil, Luciano Fernandes Cataldo e Josenaldo Camilo da Silva as prisões ocorreram durante uma operação realizada em Coroa Grande, com o objetivo de cumprir cinco mandados de busca e apreensão, expedidos pela Vara Criminal de Itaguaí. Luciano foi reconhecido por uma das vítimas como um dos autores de uma tentativa de homicídio. O caso foi registrado no 50ª Distrito Policial.

Mais conteúdo sobre:
crime milícia operação Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.