Polícia prende 6 supostos milicianos em operação no Rio

Polícia Civil busca 14 pessoas acusadas de integrar uma milícia que atua na Baixada Fluminense

Solange Spigliatti, Central de Notícias,

27 de agosto de 2009 | 09h58

Seis supostos integrantes de milícia que atua na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, foram presos nesta quinta-feira, 27, durante operação da Polícia Civil. Entre os detidos está o policial militar Juraci Alves Prudêncio, conhecido como "Jura". Ele estava afastado da corporação, e, de acordo com as investigações, comandava o grupo armado na região.

Na operação deflagrada em Nova Iguaçu, Queimados e São João do Meriti, os policiais cumprem 14 mandados de prisão e 16 de busca e apreensão. Cerca de 70 agentes da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), com apoio da 58º DP e da Corregedoria da Polícia Militar (PM), desencadearam a operação para desarticular a milícia que atua na Baixada.

 

Extermínio

 

Na quarta, dois homens foram detidos suspeitos de integrar um grupo de extermínio. Segundo a Polícia Civil, Luciano Fernandes Cataldo e Josenaldo Camilo da Silva as prisões ocorreram durante uma operação realizada em Coroa Grande, com o objetivo de cumprir cinco mandados de busca e apreensão, expedidos pela Vara Criminal de Itaguaí. Luciano foi reconhecido por uma das vítimas como um dos autores de uma tentativa de homicídio. O caso foi registrado no 50ª Distrito Policial.

Mais conteúdo sobre:
crimemilíciaoperaçãoRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.