Polícia prende acusado de executar professora

A Polícia Civil prendeu ontem o acusado de ter assassinado uma mulher na tarde de anteontem na Rua Antonio de Gouveia Giudice, Alto de Pinheiros, zona oeste, onde o governador José Serra tem uma casa. Francisco Xavier, de 24 anos, foi apontado como autor dos dois disparos contra a professora de música Rosália Albuquerque da Silva, de 38. Seus três advogados afirmam que ele é inocente.O crime ocorreu ao meio-dia, após Rosália sacar R$ 500. Ela andava pela calçada quando dois homens numa moto a abordaram. Rosália reagiu, levou os tiros e morreu à noite. A polícia procura o outro homem.Jorge Carlos Carrasco, da 3ª Delegacia Seccional (Oeste), disse que Xavier foi reconhecido por quatro pessoas. Ele foi detido ao chamar a atenção de policiais do 15º DP (Itaim-Bibi), que o prenderam por porte ilegal de arma, quando se preparava para um roubo. Exame aponta traços de pólvora nas mãos do ladrão. Ele estava em condicional desde 2007, após cumprir parte da pena por roubo. Rosália foi reconhecida por amigas. De São Bento do Una (PE), ela estava em São Paulo havia quatro anos. Solteira, morava no Cambuci e dava aulas na Vila Madalena. A família não tinha ido reconhecer o corpo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.