Polícia prende acusado de liderar o PCC em Bauru

Agentes da Delegacia de Investigação sobre Entorpecentes (Dise) de Bauru prenderam no final da tarde de sexta-feira, 3, um homem de 35 anos, no momento em que ele entregava 595 gramas de maconha e 66 gramas de crack à uma mulher. O homem, cujo nome é mantido em sigilo, confessou ser o coordenador das atividades da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) em Bauru e região desde o início de setembro, quando o antigo líder foi preso. A renda obtida com o tráfico, segundo disse, era aplicada nas ações da facção. Ele já vinha sendo monitorado pelos policiais desde o dia 9 de setembro, quando quatro homens foram presos com 46 quilos de cocaína trazidos da Bolívia. Entre os presos na época estava "But", de 38 anos, então identificado como líder regional do PCC. Durante esse tempo, os policiais investigaram os locais onde o grupo colocava as drogas e o suspeito de ser o sucessor de "But". Além da droga que havia entregue à mulher e de R$ 1.140 que dela havia recebido, os policiais também apreenderam na casa do acusado mais 400 gramas de maconha, uma balança de precisão e um quilo de bicarbonato de sódio, uma das substâncias utilizadas para aumentar o volume da cocaína.A delegada Rejani Borro Tititan disse que tanto o homem quanto a mulher, que dele adquiriu a droga para revender em Pirajuí, a 50 quilômetros de Bauru, já cumpriram penas por tráfico de drogas e, como reincidentes, deverão ser processados por tráfico e associação para o tráfico, cujas penas, somadas, podem ir de oito a 25 anos de prisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.