Polícia prende acusado de matar a mãe e atacar a irmã no Rio

André Belarmino teria se revoltado contra a mãe porque ela não quis dar dinheiro para ele comprar drogas

Clarissa Thomé, O Estado de S.Paulo

06 de julho de 2008 | 18h07

A polícia prendeu na tarde deste domingo, 6, André Luiz Belarmino das Neves, de 38 anos, acusado de ter assassinado a própria mãe, na noite de sábado. Ele também tentou matar a irmã, mas foi impedido pelo cunhado e fugiu. Belarmino foi encontrado por vizinhos, que o espancaram. Para escapar dos agressores, tomou como reféns os próprios filhos, de 10 e 14 anos. Acabou se entregando, após a chegada da polícia. Belarmino matou a mãe, Lizete Belarmino das Neves, de 63 anos, após uma discussão. Vizinhos contaram à polícia que ele é viciado em drogas e se revoltou porque a mãe negou-se a dar dinheiro para o filho. Belarmino usou a antena de um telefone sem fio para matar a mãe - ela foi perfurada diversas vezes. A irmã de Belarmino chegou à casa de Lizete, na Rua Angorá, em Queimados, na Baixada Fluminense, e encontrou a mãe morta. Ele também a atacou, mas a mulher, que não teve o nome divulgado pela polícia, foi defendida pelo marido. Belarmino fugiu. Lizete foi encontrada seminua pela filha e há a suspeita de que tenha sido vítima ainda de estupro. "Estamos esperando o laudo da perícia técnica para saber se ele também cometeu crime sexual", disse o delegado Giniton Laje, responsável pelo flagrante. Belarmino passou a noite escondido, próximo de casa. Ele foi localizado pelos vizinhos e agredido pela manhã. "O crime causou comoção. As pessoas estavam muito revoltadas e ele apanhou bastante", disse o delegado. O criminoso fugiu para casa de sua família e ameaçou os filhos com uma faca, até a chegada da polícia. Belarmino foi atendido no Hospital de Japeri e chegou à 63.ª Delegacia de Polícia (Japeri) às 16 horas. Ele foi indiciado por homicídio, tentativa de homicídio e lesão corporal.

Tudo o que sabemos sobre:
políciaRio de janeiroviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.