Polícia prende acusado de seqüestro em Pedreira

Investigadores da Delegacia Anti-Seqüestros (Deas) de Campinas prenderam ontem à noite, em São Paulo, o funileiro Adenílson Leandro de Paula, suspeito do seqüestro de uma bancária em Pedreira. O acusado foi detido em uma casa no bairro Campo Limpo, na capital paulista. Segundo policiais da Deas, a casa foi um dos dois locais utilizados como cativeiro da bancária. Os investigadores comentaram que as quadrilhas de Campinas e Sorocaba têm conexão com seqüestradores de São Paulo. De Paula já havia sido identificado pela polícia de Campinas, assim como os outros cinco suspeitos do seqüestro de Pedreira. Dois foram mortos em um racha na própria quadrilha, um está detido e outros dois, foragidos. A polícia ainda não tem informações sobre outros seqüestros cometidos pelo grupo. A bancária ficou oito dias em cativeiro no mês passado e foi libertada depois do pagamento de resgate.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.