Polícia prende acusados por roubo de gibis de coleção em SP

Quadrilha é acusada também pelo roubo, em agosto, de livros e obras raras em Sorocaba

Ricardo Brandt,

07 de novembro de 2013 | 19h08

A Polícia Civil prendeu uma quadrilha especializada em roubos de obras de arte e de peças de colecionadores. Três homens e uma mulher são acusados de terem roubado em outubro 7 mil gibis raros de um colecionador, na zona sul de São Paulo no dia 16 de outubro.

A quadrilha é acusada também pelo roubo, em agosto, de livros e obras raras, incluindo cartas enviadas ao ex-presidente Campos Sales (1898-1902), do Centro de Ciências, Letras e Artes (CCLA), de Campinas, interior paulista.

O grupo foi descoberto depois que um dos homens com a mulher foram presos em flagrante, na quarta-feira, 6, quando tentavam roubar quadros de um padre, em uma casa paroquial em Piracicaba. Os outros dois membros da quadrilha tiveram a prisão autorizada pela Justiça e foram detidos nesta quinta-feira, 7, em São Paulo.

Segundo a Secretaria Estadual de Segurança Pública de São Paulo, outros quatro integrantes da quadrilha foram identificados e são procurados. Em nota, a secretaria informou que a polícia recuperou 39 quadros roubados.

Tudo o que sabemos sobre:
Gibisrouboquadros

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.