Polícia prende aposentada que comandava tráfico em Mogi

Após um mês de investigações, policiais do Denarc prenderam em flagrante a dona de casa Vilma Pedroso, de 63 anos, conhecida como a "vovó da maconha", no município de Mogi Mirim, no interior paulista, nesta terça-feira, 28. A neta da acusada, de 13 anos, também foi detida. O delegado Pedro Porrio, titular da 5ª Delegacia da Divisão de investigações Sobre Entorpecentes (Dise), informou que a família inteira está envolvida com o crime. Já estão presos a filha de Vilma e o genro dela. No momento do flagrante, avó e neta foram surpreendidas com 15 pedras de crack, na casa na Rua Peru, onde a sexagenáriamora. Segundo o Denarc, Vilma estava esperando um carregamento de maconha. No mesmo local, policiais também prenderam a dona de casa Cássia Aparecida Romualdo de França, de 42 anos, com nove pedras de crack. A mulher, que é esposa do traficante Paulo Donizete Fortunato Teixeira, o Franguelo, também preso por policiais da 5ª Dise, teria assumido o lugar dele, conforme o Denarc. Nos 30 dias de operação em Mogi Mirim, o Denarc já prendeu 40 pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.