Polícia Civil/Divulgação
Polícia Civil/Divulgação

Contador de bando que usava táxis para distribuir droga é preso

Operações para desmantelar grupo já apreendeu 12 veículos e capturou mais de 20 pessoas acusadas de tráfico no RS

Luciano Nagel, Especial para o Estado

23 Novembro 2015 | 12h01

PORTO ALEGRE - Um homem foi preso na manhã desta segunda-feira, 23, no município de Canoas, região metropolitana de Porto Alegre, suspeito de ser responsável pela contabilidade da quadrilha de Xandi, traficante de drogas que foi morto no início do ano no litoral gaúcho. O suspeito, conforme a Polícia Civil do Rio Grande do Sul, era designado para cuidar da contabilidade dos táxis usados para transportar droga, que o traficante adquiriu na capital por meio de laranjas.

Na terceira ação da Polícia Civil para desarticular o grupo, agentes do Departamento de Investigações do Narcotráfico (Denarc) cumpriram nesta segunda-feira quatro mandados de prisão e quatro de busca e apreensão nas cidades de Porto Alegre, Canoas e Santo Antônio da Patrulha, no litoral norte. 

Em Santo Antônio da Patrulha, os policiais encontraram um sítio, avaliado em R$ 500 mil, que pertence à quadrilha de Xandi. Com base na representação da autoridade policial, foi decretado o sequestro do imóvel, que permanecerá à disposição da Justiça. Mais dois automóveis foram apreendidos nesta segunda-feira, 23. 

No início do mês de outubro, na primeira fase da operação, foram apreendidos 12 táxis usados pela quadrilha. Desde então, mais de 20 integrantes da quadrilha foram capturados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.