Polícia prende dois responsáveis por queimar ônibus na zona leste

Coletivo foi incendiado no domingo na Vila Formosa; homens disseram que protestavam contra morte de colega no bairro

31 Outubro 2012 | 12h17

SÃO PAULO - Dois suspeitos de participar do incêndio a um ônibus municipal na Vila Formosa, na zona leste da capital, foram presos na noite de terça-feira, 30. O ataque, ocorrido no domingo, seria uma represália a contra a morte de jovens em uma chacina ocorrida na região anteriormente.

Um dos detidos, de 31 anos, conhecido como "Barba", seria o mentor e o incentivador do atentado. Segundo o relato de testemunhas à polícia, ele estava incitando a população a queimar o ônibus, pedindo para que juntassem pneus e pedaços de madeira. 

Outro preso, de 52 anos, conhecido como "Rael", teria sido visto por moradores conduzindo o coletivo atacado. Ele e barba foram presos em flagrante e confessaram terem participado da depredação. Eles disseram alegaram que estavam revoltados com a morte de um colega no bairro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.