Polícia prende dois suspeitos de assassinar juiz no ES

A polícia capixaba prendeu hoje dois policiais militares suspeitos de terem participado do assassinato do juiz Alexandre Martins de Castro Filho, de 32 anos, morto com três tiros por volta das 8h de hoje. Responsável pela transferência do coronel Walter Ferreira, acusado de integrar o crime organizado no Estado, para o Acre, em dezembro, Castro Filho foi assassinado com três tiros - um no tórax, outro no braço direito e, em seguida, o fatal, na cabeça - quando chegava à Academia Belle Forme, em Vila Velha.O sub-procurador José Roberto Santoro, coordenador da missão especial no Estado, confirmou que o juiz vinha recebendo ameaças havia um ano e teria dispensado a segurança. Representantes da OAB e da Associação de Magistrados do Estado estão fazendo uma manifestação em frente ao prédio do Tribunal de Justiça, onde o corpo será velado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.