Polícia prende homens que aplicaram silicone em três pessoas

Duas pessoas foram presas em uma casa do bairro Alvorada, em Barretos, na região de Ribeirão Preto, por aplicarem silicone industrial (inadequado para uso em seres humanos) numa mulher e em dois travestis, em outubro. As prisões ocorreram na noite de quinta-feira.Foram apreendidos com a dupla silicone industrial líquido (usado para lubrificação e limpeza de máquinas e peças), seringas, materiais usados para moldar o silicone, agendas e um caderno de anotações que continha informações sobre as vítimas.A mulher, Angelita Tarifa da Silva, de 31 anos, de Barretos, precisou extrair os seios e está em fase de recuperação na Santa Casa da cidade. Os dois jovens travestis passaram por cirurgias para limpeza de áreas necrosadas do peito e ainda correm risco de morte. Eles estão internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital de Base de São José do Rio Preto, com infecções generalizadas e, caso sobrevivam, deverão ter seqüelas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.