Polícia prende libaneses em MS

Os libaneses Jamil Alkayal,de 24 anos, e Ghassan Jamil Al Kayal, 47 anos, filho e pai, além de Rubens Nunes de Barros,28 anos, sem residência fixa, foram presos pelo Garras (Grupo Armado de Repreensão a Roubo, Assalto eSeqüestro), sob suspeita de pertencerem a uma rede de informantes ligados ao Taleban.A prisão aconteceu nesta quarta-feira, e, nesta quinta, eles foram transferidos para a carceragem da Polícia Federal, depois deserem apresentados à imprensa.Eles montaram duas centrais clandestinas de telecomunicações. Uma na rua Vital Brasil, no bairroCaiçara, periferia de Campo Grande, com sete linhas telefônicas, e outra na rua 13 de junho, centro dacidade, com dez linhas.Conforme disseram ao Garras, o objetivo era apenas ganhar dinheiro, utilizandolinhas telefônicas de terceiros e cobrando de uma clientela estrangeira residente no Estado as ligaçõesinternacionais.Baseados em denúncia feita por um morador de São Gabriel do Oeste, região norte de Mato Grosso doSul, os policiais localizaram o trio.Segundo o denunciante, dezenas de ligações para o Líbano, África e Paquistão apareceram em sua contatelefônica.?Eu fiquei com medo de ser chamado pela Polícia Federal para explicar a existência dessasligações. Por isso resolvi fazer a denúncia e explicar que nunca fiz uma ligação internacional, do meutelefone?, disse ele, que pediu para não ser identificado.A Polícia Civil informou que as alegações dos acusados são muito vagas. Os policiais acreditam que se trata de umesquema de lavagem de dinheiro ou de ligações com o terrorismo internacional.Diante dessas suspeitas,resolveram entregar os três à Polícia Federal, para investigação no Brasil e no exterior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.