Polícia prende madrinha de Elias Maluco

A polícia prendeu na manhã desta quinta-feira, em Minas Gerais, uma mulher que afirma ser madrinha do traficante Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, principal acusado de assassinar o jornalista Tim Lopes, preso no Batalhão de Choque da PM. Vera Lúcia Leandro, de 54 anos, é acusada de intermediar a compra de drogas que abasteciam o complexo de favelas do Alemão, na zona norte do Rio, e de administrar dinheiro arrecadado com a venda de entorpecentes. Segundo a polícia, ela administrava uma fazenda e uma madeireira em Minas. A compra de outros imóveis está sendo investigada. O delegado Luiz Alberto Andrade, titular da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), informou que quatro agentes, em duas viaturas, saíram do Rio às 4h30 para efetuar a prisão em Minas. Vera tem contra si um mandado de prisão preventiva por tráfico de entorpecentes e associação parao tráfico. Ela está presa na carceragem feminina da Polinter e deve prestar depoimento hoje. O mandado de prisão é válido por 30 dias, prorrogáveis por outros 30.Andrade afirmou que Vera morava no Rio com um irmão de Elias Maluco e há seis meses estava em Minas. Desde o ano passado, ela e outros integrantes da quadrilha vinham sendo monitorados pela polícia. ?O envolvimento dela com o tráfico está comprovado?, disse o delegado.Andrade contou que Vera foi presa na casa apontada como sua residência, no centro de Mar de Espanha, município da zona da mata mineira, por volta das 10 horas. ?A prisão foi tranqüila. Não houve reação?, disse o policial. Nenhum documento, dinheiro, drogas ou armas foram apreendidos com ela. Segundo o delegado, a polícia pedirá à Justiça a quebra dos sigilos fiscal, bancário e telefônico de Vera. O policial espera que essas medidas revelem os nomes de outras pessoas envolvidas na quadrilha. Ele acredita que seja possível também comprovar operações de lavagem de dinheiro. Andrade já perdeu a conta de quantos integrantes da quadrilha já foram presos. ?Só depois do caso Tim Lopes foram mais de 30.? Também nesta quinta-feira, policiais da 76.ª DP (Niterói) prenderam Sílvio Pinto de Medeiros, primo do traficante Ernaldo Pinto de Medeiros, o Uê, morto no dia 11 de setembro durante rebelião no presídio de Bangu 1, liderada pelo traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar. Medeiros foi preso em São José do Vale do Rio Preto, município localizado perto de Teresópolis, região serrana do Rio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.