Polícia prende maior estelionatária do Rio Grande do Sul

Considerada foragida, ela se apresentava como advogada e era conhecida por fraude no sistema previdenciário

Solange Spigliatti, Central de Notícias,

10 Julho 2009 | 08h08

A polícia do Rio Grande do Sul prendeu uma mulher que é considerada a maior estelionatária do Estado. Flora de Brito era considerada foragida e foi presa no bairro Rubem Berta, em Porto Alegre. Ela se apresentava como advogada e era conhecida há anos por praticar diversos crimes de estelionato contra o sistema previdenciário nacional, através de aposentadorias fraudulentas.

Foram apreendidos diversos documentos, tanto de vítimas que pretendiam encaminhar suas aposentadorias, como material em nome de terceiros, utilizados para fraudar o comércio de Porto Alegre e as operadoras de telefonia e TV a cabo.

 

Os policiais também encontraram a certidão de óbito da foragida. Segundo o Delegado Marcos Antônio Machado, a falsa advogada foi encaminhada para o Presídio Madre Pelletier.

Mais conteúdo sobre:
estelionatáriaRSprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.