Polícia prende pai que procurava pela filha desaparecida

Homem, que busca e filha Ketelim, de 11 meses, era foragido da Justiça do Paraná

Elder Ogliari, do Estadão,

22 de agosto de 2007 | 19h44

Foragido da Justiça do Paraná, o pedreiro Oclair da Silveira, de 43 anos, teve de procurar ajuda da polícia gaúcha para localizar sua filha Ketelim, de 11 meses, e acabou preso na tarde de terça-feira, 21, em Cachoeirinha, na região metropolitana de Porto Alegre. A busca por Ketelim começou no dia 10 de agosto, quando a mãe, Cristiane Aparecida Beyer, de 23 anos, aceitou ajuda e deixou a criança com uma mulher estranha enquanto subia ao segundo andar de uma loja para fazer compras. Quando voltou ao térreo, não viu mais nem a desconhecida e nem sua filha. A procura pela menina mobilizou a comunidade. A polícia espalhou cartazes com fotos de Ketelim e o retrato falado da suspeita pela cidade. Na terça-feira, o pai da criança foi prestar depoimento para ajudar nas investigações. Os policiais consultaram seus dados nos cadastros integrados e descobriram que ele havia fugido em 1992 da Colônia Penal Agrícola do Paraná, onde cumpria pena por estupro. Cristiane disse que Oclair sabia que poderia ser preso e revelou que mesmo assim o pedreiro resolveu correr o risco porque quer descobrir o paradeiro da filha. Até o final da tarde desta quarta-feira, a menina continuava desaparecida.

Tudo o que sabemos sobre:
PolíciaOclair da SilveiraKetelim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.