Polícia prende quadrilha de foragidos

As polícias militar e civil de São José dos Campos conseguiram prender hoje, na madrugada, dois dos mais procurados criminosos do Estado. Ronny Faria e Silva, o Roninho, e Luciano de Oliveira Costa, o Luciano Gordo, fugitivos da Casa de Detenção, lideravam uma quadrilha no Vale do Paraíba. Segundo informações, o bando planejava invadir a Cadeia do Putim e liberar alguns de seus companheiros. Ambos são ligados ao Primeiro Comando da Capital (PCC). "Se tentassem resgatar algum preso teriam as devidas honras da casa, que se traduzem em muitos tiros", disse o delegado seccional, Roberto Monteiro.Por volta da meia-noite, uma patrulha da PM suspeitou de duas Kombis e um Vectra, na periferia da cidade. Os carros foram perseguidos pelos policiais por mais de 10 quilômetros. Numa das ruas do bairro Jardim Paraíso do Sol, o Vectra fechou a rua e os marginais desceram do veículo e passaram a atirar contra os policiais, que fugiram para um matagal nas proximidades. Munidos de um fuzil AR-15 e pistolas, o bando acabou levando um dos veículos da PM. No tiroteio, o estudante Fabiano Osório, que se encontrava num bar, ficou ferido.As peruas tinham sido roubadas em Caçapava (SP), de uma empresa distribuidora de cigarros, no final da noite. Os marginais estavam de posse de 72 caixas de cigarro, no valor de mil reais cada. A quadrilha ainda conseguiu roubar um Passat, com três ocupantes, e os bandidos só foram parados numa barreira policial já nas proximidades da Via Dutra. Roninho e sua mulher, Cleide Donizetti David, Luciano Gordo e o assaltante de bancos do Rio de Janeiro Rogério Farinazzo da Costa foram detidos após uma tensa negociação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.