Polícia prende quadrilha de seqüestradores em São Vicente

Policiais da Delegacia Anti-Sequestro de Santos (Deas) prenderam hoje membros de uma quadrilha que agia na região de São Vicente. Eles foram detidos quando haviam acabado de libertar uma vítima, cuja indentidade não foi revelada pela polícia. Eles já haviam sido identificados e estavam sendo observados, mas a ação foi retardada para proteger a mulher. Daniel dos Santos Silva, conhecido por Danielzinho ou Dany Boy, estava com mais duas pessoas em um Golf roubado. Eles foram perseguidos na subida da Ilha Porchat, mas, ao serem abordados pelos policiais, abriram fogo e conseguiram escapar.Com a Ilha Porchat cercada, os prédios passaram a ser vistoriados, até que foi descoberto o apartamento que havia servido de cativeiro. No local, foram presos, sem resistência, Anderson Ribeiro de Souza, José Donizete Lucena da Silva e Eduardo da Silva. A polícia apreendeu pacotes de cigarro, celulares da vítima e de seus funcionários e malote do estabelecimento comercial do marido da seqüestrada, além de cordas e capuzes usados na ação criminosa.A policia continua procurando Daniel dos Santos Silva, acusado de três outros seqüestros, e os dois ocupantes do Golf que conseguiram fugir: um menor conhecido por "Prego", residente em Cubatão e considerado de alta periculosidade, e Luiz Carlos Moncayo Jr., conhecido o Juquinha. José Donizete Lucena, um dos presos, mora em Cubatão e é fugitivo da Casa de Custódia de Bangu, no Rio de Janeiro. Ele havia sido preso no início deste ano quando se preparava para seqüestrar familiares de um diretor de estabelecimento prisional para trocá-los por dois líderes da quadrilha: Geleião e Cezinha.O seqüestro que acabou hoje começou na segunda-feira, dia 9. Num assalto a estabelecimento comercial em Bertioga, a mulher do proprietário foi levada pelos bandidos, que exigiram o pagamento de resgate. A pedido dos familiares, a Delegacia Especializada em Investigações sobre Crimes de Extorsão Mediante Seqüestro de Santos se afastou do caso, mas o manteve sob investigação.A identificação dos criminosos começou quando Daniel dos Santos Silva foi visto dirigindo o carro da vítima. Mais tarde, ele passou a usar um Golf roubado domingo passado em São Bernardo do Campo. Os suspeitos passaram a ser vigiados discretamente. Hoje pela manhã os policiais notaram movimentação anormal nas barracas de lanche da Praia do Itararé, em São Vicente, próxima à Ilha Porchat. Quando a vítima foi libertada, começou a perseguição. A polícia não informou o nome dela, nem se houve o pagamento do resgate.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.