Polícia prende quadrilha que fraudava Bilhete Único em SP

Após receber uma denúcia segundo a qual prestadores de serviço da SPTrans (São Paulo Transportes) estavam envolvidos em fraudes contra a empresa de transportes coletivos paulistana, policiais realizaram uma operação, na madrugada de quarta-feira, na região de Ermelino Matarazzo, zona leste da cidade, que resultou na prisão de seis pessoas. Com elas foram apreendidos 175 cartões do Bilhete Único, quatro microônibus de lotação e um validador (peça do sistema que fica junto às catracas e que libera a passagem nos coletivos).Segundo a assessoria de imprensa da SPTrans, os suspeitos, que trabalhavam em lotações da linha Jardim Verona-Metrô Guilhermina, para a Cooperativa de Transportes Nova Aliança, usavam os cartões e o validador avulso para dar baixa na primeira das quatro viagens a que um passageiro tem direito. Depois, nos validadores das lotações, davam baixa nas demais viagens e recebiam reembolso que variava de R$ 0,90 a R$ 1,10. Como nunca era apresentado o dinheiro correspondente à primeira passagem, funcionários da SPTrans suspeitaram de fraude. Por isso, procuraram os policiais. Os detidos foram indiciados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.