Polícia prende suspeito da morte de um dos padres desaparecidos

A Delegacia de investigações sobre entorpecentes (Dise), de Jacareí, prendeu hoje, às 18 horas, um jovem acusado de participar do crime contra dois padres em São José dos Campos, no Vale do Paraíba. Michel Juca de Brito, de 18 anos, foi preso no bairro Igarapés, em Jacareí. De acordo com o delegado Talis Prado Pinto, titular da Dise, na casa do acusado foram encontrados os objetos dos padres como computador, canetas e televisão. Segundo Pinto, outras pessoas envolvidas já foram identificadas. O delegado negou que o crime tenha relação com a acusação de abuso sexual contra o padre Manoel Serafim de Lima. Em março de 2001, o caso foi registrado na Delegacia da Defesa da Mulher de Jacareí. "Não tem nada a ver, foi mesmo um assalto. Os ladrões queriam dinheiro para planejar fuga de presos na região". O jovem vai ficar preso na cadeia pública de Jacareí. O padre Wagner Rdolfo da Silva, de 35 anos, será enterrado amanhã em São José dos Campos. Manoel Serafim de Lima continua internado na Santa Casa de Santa Isabel, em estado grave.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.