Polícia prende suspeito de envolvimento na morte de garçom

Paterson, de 20 anos, é acusado de ter atingido o garçom com uma faca

Agencia Estado

03 Julho 2007 | 15h28

Uma denúncia anônima levou a Polícia Civil a prender, na tarde desta segunda-feira, 2, mais um acusado de envolvimento no assassinato do garçom John Clayton Moreira Batista, de 19 anos - que teria sido morto a facadas por um grupo de punks na madrugada do último dia 23, nos Jardins. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, o jovem, identificado apenas como Peterson, de 20 anos, foi detido por volta das 14 horas, em casa, no Jardim Santo Antônio, em Embu das Artes, na Grande São Paulo. O suspeito foi encaminhado ao 78º Distrito Policial nos Jardins, na zona sul de São Paulo. No dia do crime, Batista estava com amigos num bar da esquina da Rua da Consolação com a Alameda Lorena, quando um grupo de punks começou a agredir os clientes. Ele foi esfaqueado e morreu no Hospital das Clínicas. Segundo o menor P.P.P., de 13 anos, que se apresentou espontaneamente à polícia, na semana passada, Paterson teria atingido o garçom com uma faca, emprestada pelo menor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.